Mostra no Cine Humberto Mauro de Belo Horizonte apresenta primórdios dos filmes de terror

BELO HORIZONTE [ ABN NEWS ] — O Cine Humberto Mauro, que fica no Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro) em Belo Horizonte, revela mais uma faceta interessante da história do cinema, por meio da mostra “Origens do Medo: O Terror nos Anos 1930”. A retrospectiva aborda a origem do terror como gênero cinematográfico. A mostra, que vai ser realizada até quinta, dia 21, apresenta sete longas-metragens produzidos por quatro diferentes cineastas, lançadas na primeira metade dos anos 1930. A entrada é gratuita e o ingresso deve ser retirado 30 minutos antes de cada sessão.

Segundo Rafael Ciccarini, gerente de Cinema da Fundação Clóvis Salgado, foi na década de 1930 que o terror se consolidou como gênero cinematográfico. Nesse contexto de fascínio e, ao mesmo tempo, de repulsa pelo terror, Hollywood percebeu o apelo comercial para essas produções. “A partir desse momento, o cinema não abandonou mais o terror, sobretudo, o cinema norte-americano”, comentou.

Entre as produções da retrospectiva, pode-se destacar “Frankenstein”, baseado no best-seller homônimo da escritora Mary Shelley, e “A Noiva de Frankenstein”, do diretor inglês James Whale. Os dois clássicos contam com a participação dos atores Colin Clive, como o doutor Henry Frankenstein, e Boris Karloff, como o monstro.

Outros nomes de grande relevância do cinema de terror integram a mostra, como os tchecos Edgar Ulmer e Karl Freund, além do norte-americano Tod Browning, com os clássicos “Drácula” e “Monstros”. O projeto História Permanente do Cinema dedicará uma sessão ao terror com o longa “Nosferatu”, do expressionista alemão F. W. Murnau. O filme será exibido no dia 21, às 17h, e terá comentários do pesquisador Flávio C. von Sperling.

Programação

Sábado, dia 16
16h – “O Gato Preto” (1934), de Edgar G. Ulmer
18h – “Drácula” (1931), de Tod Browning
20h – “O Homem Invisível” (1933), de James Whale

Domingo, dia 17
16h – “Frankenstein” (1931), de James Whale
18h – “A Múmia” (1932), de Karl Freund
20h – “A Noiva de Frankenstein” (1935), de James Whale

Segunda, dia 18
17h – “Monstros” (1932), de Tod Browning
19h – “O Homem Invisível” (1933), de James Whale
21h – “O Gato Preto” (1934), de Edgar G. Ulmer

Terça, dia 19
17h – “Frankenstein” (1931), de James Whale
19h – “A Noiva de Frankenstein” (1935), de James Whale
21h – “Drácula” (1931), de Tod Browning

Quarta, dia 20
17h – “O Homem Invisível” (1933), de James Whale
19h – “O Gato Preto” (1934), de Edgar G. Ulmer
21h – “A Múmia” (1932), de Karl Freund

Quinta, dia 21
19h30 – “Drácula” (1931), de Tod Browning
21h – “Monstros” (1932), de Tod Browning

Read more Mostra no Cine Humberto Mauro de Belo Horizonte apresenta primórdios dos filmes de terror